As 3 profissões que não sentiram a crise nos últimos 3 anos.

O país passa pela sua pior crise econômica desde de o fim da era Collor, porém, 3 profissões nem perceberam o que estava acontecendo, pelo contrário até se beneficiaram com ela.

Hoje no Brasil, segundo dados do IBGE, existem mais de 13,2 milhões de pessoas desempregadas.

Logo isso tem feito com as pessoas procurassem recolocação no mercado de trabalho em outras áreas, entre as áreas que mais pessoas empregaram nos últimos 15 anos foram: telefonia; informática; programadores de php e detetive particular.

Telefonia

Com o fim da estatização das companhias de Telefone no país, tudo na área melhorou. Vieram as privatizações com as grandes operadoras de telefonia; as pessoas físicas e jurídicas passaram a ter linhas de Telefone fixas e móveis e a internet colocou o país na vanguarda, produzindo softwares, sistemas, cursos que surgiram em todos os níveis.

Hoje o Brasil possui a segunda maior comunidade de internautas do mundo, claro que com isso tudo relacionado a computadores, sistemas, telefonia móvel cresceu com ela.

Temos no país em média 2,5 aparelho para cada pessoa, isso aconteceu porque os aparelhos de celulares estão cada vez mais sofisticados, claro que com isso mais caros.

Além de comércio de celulares e acessórios, seus altos preços em razão da tecnologia de ponta agregada fez com que as pessoas passassem a ficar mais tempo com o mesmo aparelho.

Técnico em conser6e manutenção de celulares.

Com mais tempo com o mesmo aparelho, surgiu assim a primeira das maiores profissões dos últimos anos, a de técnico em consertos e manutenção de celulares.

Eletro-Eletrônica

Com o sucesso repentino e de pouca duração, a maioria das pessoas puderam adquirir geladeira, televisão, tanquinho e carros.

Todos esses equipamenatos novos, embalados pelas novas tecnologias, porém com o aprofundamento na crise, a falta de emprego e renda foi uma questão de tempo, com isso as famílias precisaram ficar mais tempo com os seus eletro eletrônicos.

Porém com o tempo era de se esperar que o sucateamento desses aparelhos e frota de veículos a necessidade de profissionais com conhecimento em consertar esses equipamentos e seus componentes se faz mais necessários, por isso aprender eletro eletrônica nos dias atuais é fundamental para se conseguir uma vaga de trabalho bem remunerado.

Detetive Particular

Qualquer pessoa poderá se tornar um detetive particular, trabalhando em várias áreas da investigação ou escolher uma área específica e se especializar nela.

Uma pessoa preparada poderá trabalhar nessa área uma das ferramentas que já possui, aproveitando o computador de casa, celular e a banda larga da internet que já possui e ganhar salários só mesmos uma pessoa formada em curso de nível superior, quer seja como tecnólogo, graduado ou licenciatura pode ganhar.

A diferença que uma profissional formado em uma das áreas acima, passa entre 3 e 8 anos frequentando uma sala de aulas, já um detetive particular, poderá sim, fazer um curso superior e passar entre 2 e 5 anos em uma faculdade ou fazer um curso de qualificação e, em até 30 dias está preparado para ganhar um ótimo salário.

Por Daniel Dantas/Sebrajor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *